O Solar dos Malafaias em Serrazes, concelho de São Pedro do Sul, também conhecido por Casa das Quintãs, e construído em finais do século XIX, foi habitado por Joaquim Teles de Malafaia, após ter abandonado o Solar dos Malafaias situado em Santa Cruz da Trapa em virtude de junto a este último ter sido construída uma estrada, o que desagradou ao seu proprietário.
Este solar possui uma capela e na sua fachada pode-se observar um brasão com a coroa real.
Este solar de Serrazes está relacionado com um crime passional cometido em 1917 em que foi morto Augusto Malafaia. O “crime de Serrazes” foi muito falado na época.
Malafaia é um apelido de família português que tem origem nas lutas contra Castela.
Os Malafaias são mencionados pelo Conde D. Pedro, filho do rei D. Dinis e contemporâneo de Pedro Anes de Fafião. Este viveu no reinado de D. Afonso III e morreu por volta do ano de 1272. Teve pelo menos um filho:
Gonçalo Pires, genearca da família, feito “Senhor da Honra de Malafaia” pelo rei D. Dinis, onde mandou construir o seu solar. Essa honra foi-lhe concedida por ter auxiliado o rei de Portugal nas lutas contra Castela.
As armas dos Malafaias estão representadas no tecto de um dos salões do Palácio Nacional de Sintra. Todos os Malafaias descendem de Gonçalo Pires (filho de Pedro Anes de Fafião e Dona Sancha Gil do Avelar), que legou o apelido aos seus filhos.
Alguns Malafaias foram “Cavaleiros da Ordem de Cristo” e “Cavaleiros Fidalgos da Casa Real”